Segunda a Sexta : 08:30h às 20h / Sábado : 08h às 13:30h

As vantagens do Desenvolvimento Ágil

As vantagens do Desenvolvimento Ágil

Imagem da publicação04Fevereiro

Podemos compreender o Desenvolvimento Ágil (ou Método Ágil, como também é conhecido), como um conjunto de metodologias, cujo o intuito é o desenvolvimento de softwares. Ele é utilizado pelo ramo da engenharia que se ocupa do desenvolvimento desses elementos responsáveis pelo processamento de dados.

O Desenvolvimento Ágil foi criado a partir da necessidade de engenheiros de software, que concluíram que todos os bons projetos tinham características em comum. Esses profissionais, apesar de conceituados em suas graduações, tiveram um pensamento diferenciado da formação comum, buscando a criação de um modelo de parâmetros, que pudesse nortear o desenvolvimento de softwares de uma maneira mais rápida e com menos riscos.

Dessa busca surgiu o Manifesto Ágil, cujos princípios são:

·       Indivíduos e interação entre eles mais que processos e ferramentas;

·       Software em funcionamento mais que documentação abrangente;

·       Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos;

·       Responder a mudanças mais que seguir um plano.

Esses princípios norteiam a metodologia que é utilizada para o Desenvolvimento Ágil. Seu embasamento se dá a partir da idealização de que, apesar de muito importantes, os itens da direita são menos fundamentais que os itens da esquerda.

 

O modelo em espiral

A ideia da espiral, nesse caso, traz a referência de que todas as fases da criação de um software são executadas diversas vezes ao longo do mesmo projeto. Elas produzem ciclos que se repetem e, a cada fim de ciclo, se encontra um software funcional.

Esses ciclos são chamados de iterações. A cada repetição, eles vão incluindo melhorias e funcionalidades. Seguindo esse roteiro, no ciclo final teremos um software completo, com todas as particularidades desejadas, completamente testado e aprovado.

 

Vantagens do Desenvolvimento Ágil

Por ter um caráter facilitador, o Desenvolvimento Ágil pode ser considerado muito vantajoso no processo de criação de softwares. Entre suas principais características, podemos destacar as seguintes:

 

A auto-aprendizagem

Conforme vai manipulando o sistema, o indivíduo vai aprendendo as técnicas da metodologia. Podemos considerar que uma das principais dificuldades, no desenvolvimento de softwares, é a necessidade de considerar muitos detalhes durante o processo de execução e isso torna o trabalho complexo e cansativo.

Outro fato, também muito importante dentro do processo de desenvolvimento, é que a maioria dos clientes, quando inicia um projeto, só tem conhecimento sobre uma parte dos aspectos que serão utilizados no software. Efetivamente, ele só aprenderá sobre todos os componentes, quando os elementos já estão ordenados e isso só acontece no final.

Quer dizer, o desenvolvedor acaba tendo um panorama completo apenas quando o software já está desenvolvido. Isso abre espaço para que algumas funcionalidades não se adequem ao padrão imaginado originalmente, o que requer uma série de revisões, até que tudo esteja dentro do planejado.

O aprendizado sobre o modelo, acaba por ser aproveitado em novos projetos. Quanto mais o cliente compreende o método de funcionamento do Modelo Ágil, mais ele consegue adequar os conhecimentos para os próximos softwares que pretende criar.

 

Menor oscilação de custos

Através do modelo de Desenvolvimento Ágil, o custo das alterações torna-se estável, a partir de um determinado ponto do projeto. Isso se reflete em uma maior estabilidade das ações, podendo se ater à certos aspectos que, em um desenvolvimento tradicional, não poderiam ser considerados.

No desenvolvimento tradicional, o custo das mudanças cresce em concordância com o tempo de desenvolvimento. Isso significa que, projetos de longo prazo, acabam gerando valores muito acima dos planejados originalmente. Já no desenvolvimento Ágil, é teorizado que os custos de mudança do software tendem a se tornar estáticos e constantes, permitindo uma visualização sobre o valor final.

Apesar de ser uma proposta dos desenvolvedores do modelo, essa peculiaridade pode ser explicada (e reforçada) a partir dos seguintes argumentos:

·       Avanços da área da microinformática;

·       Utilização da orientação a objetos;

·       Uso de refatoração, o que aprimora e simplifica o design;

·       Testes automatizados;

·       Melhores linguagens;

·       Ambientes de desenvolvimento mais integrados.

Todos esses fatores, quando aliados, permitem a otimização do trabalho e, consequentemente, uma redução das variáveis de custo. O resultado disso, é a menor oscilação dos valores, tornando a adoção do Desenvolvimento Ágil uma ótima opção para baratear projetos.

As modificações, por serem mais naturais e menos complexas, não geram custo exponencial diretamente relacionado às alterações necessárias. Com isso, não é preciso especificar todos os passos do projeto, de modo a idealizar o seu valor final. Sem contar que, dificilmente, o roteiro original se mantém durante o desenvolvimento do software e a necessidade de manter os custos baixos poderia se refletir em um produto pouco viável.

 

Trabalho mais rápido e mais engajado

Essa vantagem se relaciona diretamente com a primeira especificada. A partir do momento em que os desenvolvedores se sentem incluídos no projeto, com os aspectos de autoaprendizagem envolvidos, eles conseguem compreender melhor todas as etapas do processo de desenvolvimento, o que se reflete em um trabalho mais engajado.

É natural que, conhecendo com mais profundidade o modelo que está sendo aplicado, eles consigam tomar melhores decisões para o projeto final. Podemos considerar que, na prática, o modelo de Desenvolvimento Ágil estimula mais a criatividade dos desenvolvedores, pois eles não se atêm aos padrões rígidos do desenvolvimento tradicional.

No modelo tradicional, os programadores escrevem os códigos do software baseados nas especificações indicadas pelos especialistas. Dificilmente recebem feedbacks sobre esse desenvolvimento, a não ser que estejam incorretos em alguma área. Já no Desenvolvimento Ágil, existe toda uma integração entre as partes, o que estimula o maior conhecimento e, consequentemente, se retrata na aprendizagem do desenvolvedor.

 

O Desenvolvimento Ágil vem sendo utilizado com mais frequência

É impossível negar que o uso desse modelo de desenvolvimento traz mais benefícios do que dificuldades. Com isso, ele tem sido adotado com cada vez mais frequência, modificando as atuais posturas dos programadores de software, que tem se tornado mais adeptos ao método criativo do Desenvolvimento Ágil.

Alguns modelos de utilização do método são:

·       SCRUM;

·       Adaptive Software Process;

·       Feature Driven Development (FDD);

·       Crystal;

·       Agile Modeling;

·       Win-Win Spiral.

A tendência é que o modelo de Desenvolvimento Ágil seja cada vez mais inserido entre os moldes, já que apresenta vantagens significativas em relação ao padrão do desenvolvimento tradicional, atendendo o ritmo do mercado atual.


Quer aprender SCRUM de uma forma completa e intensiva? Confira nosso treinamento presencial: SCRUM. E também fique de olho nas próximas turmas em nosso Calendário.



O que você achou de nossa postagem?